A imersão etnográfica é ideal para o objetivo de mapear dados que estão além do discurso (ex.: a utilização de um ingrediente no preparo de refeições para uma dona de casa; como é feito um processo de trabalho de um pintor – se ele lê o rótulo da tinta, etc.; a relação de marcas com vestuário – para ver no armário que marcas e roupas a pessoa possui; os produtos de beleza que possui e o modo como os guarda e os aplica; como as pessoas mais velhas utilizam o computador, etc.). Também é indicada para pesquisar assuntos mais delicados, como o comportamento financeiro de um endividado. Em geral, tem duração de 4, 6 ou 8 horas, dependendo da complexidade do assunto. Junto à observação, acontece uma conversa do pesquisador com o entrevistado sobre o tema do estudo.

Algumas vezes, propomos a simulação de compra acompanhada na sequência de uma imersão etnográfica, assim conhecemos o modo de vida do observado e vamos com ele a uma loja, supermercado ou local de interesse para o estudo. Desta forma, conseguimos avaliar o processo de decisão de compra do consumidor diretamente no PDV (vamos ao Ponto de Venda que ele costuma frequentar) e mapeamos, de forma mais precisa, a maneira como se da a escolha. Por vezes, também os acompanhamos em um PDV que ele não frequenta, para que o observado avalie o local e dê seu feedback.

Também derivada da imersão etnográfica, o Data Popular realiza Tríade in home, uma metodologia de pesquisa que combina etnografia com uma versão miniatura de Focus Group. Realizamos a imersão etnográfica normalmente e, logo na sequência, recebemos 2 amigos do observado, com o mesmo perfil dele, para uma conversa a três. Essa espécie de mini grupo de discussão, na casa da pessoa, é uma boa opção quando, por exemplo, ao final da etnografia, queremos testar comunicação ou para testar se a opinião do observado se mantém a mesma frente aos convidados. Também é uma boa opção para otimizar investimento, quando o cliente não conta com verba para a realização de imersões etnográficas mais Grupos de Discussão convencionais, e tem receio da amostra de etnografia ser pequena.